A Universidade Estadual de Montes Claros resultou da transformação da Fundação Norte Mineira de Ensino Superior – FUNM. Em 1963, surgiu a primeira unidade de ensino superior do Norte de Minas, a então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras – FAFIL, tendo como mantenedora a Fundação Educacional Luiz de Paula - FELP -. No dia 13/04/63, foram iniciadas atividades dos cursos de Geografia, História, Letras e Pedagogia nas instalações do Colégio Imaculada Conceição.

 

Em 1965, os cursos foram transferidos para o casarão centenário da FUNM, localizado na Rua Coronel Celestino, 75, em Montes Claros. A primeira unidade de ensino superior da FUNM, a Faculdade de Direito – FADIR -, foi implantada em 1965. Em 1966, a FAFIL desliga-se da FELP e passa a integrar a FUNM.

 

Em 1968, começaram a funcionar na FAFIL os cursos de Matemática, Ciências Sociais e Filosofia. Depois, foram criadas unidades da FUNM: a Faculdade de Medicina (FAMED), em 1969; a Faculdade de Administração e Finanças – FADEC, com os cursos de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas, em 1972; e a Faculdade de Educação Artística – FACEART – em 1987.

 

Através da Constituição Estadual de 1989, a FUNM foi transformada na Universidade Estadual de Montes Claros, instituída através do Decreto Estadual nº 30.971, de 09/03/1990. A efetiva integração da UNIMONTES como ente público (autarquia) ocorreu, no entanto, a partir de 01/08/1990, quando os servidores da extinta FUNM passaram a ser incorporados ao quadro pessoal do Estado.

 

O antigo casarão situado no Centro Histórico de Montes Claros, construído em 1889, foi totalmente restaurado com o apoio da comunidade e recursos de empresas viabilizados por intermédio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Nº 8.313) – Lei Rouanet. O local foi transformado no Museu Regional do Norte de Minas.

 

 

Vídeo institucional da UNIMONTES